Crônicas

Ela resolveu seguir em frente.

Passados alguns meses depois que Bryan a deixou, Kate resolveu se mudar para outra cidade e tentar reconstruir sua vida. Vendeu sua casa antiga, os móveis, queimou o que não usaria mais, inclusive fotos e tudo que lembrava seu antigo relacionamento, e levou para a nova casa somente uma fruteira e um quadro que sua mãe havia dado de presente a ela.

Levou seu currículo em uma nova empresa e conseguiu um ótimo cargo, mesmo depois de um tempo afastada do trabalho. Comprou roupas novas, cortou seu cabelo bem curto (coisa que não fazia há tempos, já que Bryan gostava de cabelos longos), e também adotou um cachorro. Kate mudou, de casa, de visual, de vida.

Saía todos os finais de semana com as amigas que fez na empresa e se divertia muito indo aos shows de rock com elas. Conheceu novos caras, mas nunca os deixaram entrar, pois aquele espaço era só dela, ninguém ia morar ali sem ser a felicidade dela em estar sozinha e livre de um amor que fazia dela uma prisioneira.

Bryan um dia resolveu ligar. Três ligações. Sem sucesso. Naquela manhã de domingo em que ele ligou, Kate estava dormindo porque havia passado a noite em claro numa festa com as amigas. Mais tarde, quando tentou pela quarta vez, Kate estava afundada nos livros e websites fazendo uma pesquisa interminável para uma apresentação que faria em seu trabalho. Por fim, na quinta tentativa, caixa postal. Kate estava no banho, pois tinha um encontro marcado com Jonathan, irmão de uma das suas amigas. Foi aí que Bryan percebeu que Kate não tinha mais tempo pra ele.

Um dia a gente aprende que pessoas erradas não merecem ocupar o espaço que deixamos para elas. Aprendemos que quem nos deixa sem porquê nem pra quê quase sempre não volta. E por mais que seja duro aceitar e seguir em frente, devemos fazê-lo e deixar ir tudo o que nos faz mal. Foi o que Kate fez.

Quantos Bryans e Kates existem por aí? Talvez você seja um deles. E aí vai um conselho para você, como o Bryan: não deixe escapar quem te ama de verdade, quem está do seu lado todos os dias, quem aceita seus defeitos e não te abandona mesmo quando você erra. A vida passa num piscar de olhos, e o mundo dá muitas voltas. Cuide bem de quem você ama, pois tudo pode se perder em menos de um segundo.

E para você, que se identificou com a Kate, só posso dizer que amor que machuca não é amor, que de fato o Bryan da sua vida não te merecia e que você deve sim se livrar das amarras que um dia tanto te prenderam. Saia mais, se deixe renovar com as coisas novas da vida, cuide de você, da sua mente e do seu coração. Busque fazer o que você ama todos os dias, inove, corte o cabelo, pinte a unha de várias cores, se olhe no espelho e diga: “eu sou livre para fazer o que quiser e nenhum Bryan vai me impedir disso.”

Ah! Antes que me pergunte, a Kate da história está namorando com Jonathan e está muito feliz, ele torce para o mesmo time que ela e ainda gosta da mesma série. E o Bryan? Bom, ele liga de vez em quando, pede pra voltar e diz todas as vezes que Kate ficou ótima de cabelo curto.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s