Aquilo que nunca foi nosso

Leia ao som de Back To Black

‘’Você é romântica demais. Eu não sou assim.’’

Enquanto ouço essa música maravilhosa, penso em você – mesmo que você não mereça uma trilha sonora tão boa como está, meu bem – e na última vez que nos vimos. As coisas sempre foram de um jeito único com a gente, mas isso nem sempre quer dizer que foram boas ou ruins. Na verdade, foi tão diferente quanto o ar em uma montanha russa. Uma hora tudo é calmo, no momento seguinte tudo desaba. Acho que foi isso que me fez insistir tanto tempo.

Não foi uma. Não foram duas. No mínimo cinco. Talvez mais. Eu sempre minto quando o assunto é você. Mas acho que exagerei quando deixei que nos aproximássemos. De novo. Acho que foi isso que me fez insistir tanto tempo.

‘’Sentimentos mudam o tempo todo. Não posso garantir que saberia te amar todo dia.’’

Naquela noite em que você me deixou na porta de casa pela ultima vez, tudo o que eu queria era te dar uns belos tapas. Mas nem isso você merece. Acho que ser cretino está no seu sangue e eu precisei aprender de novo, não é? Acho que foi isso que me fez insistir tanto tempo.

‘’Isso não vai dar em nada. Você sabe como ele é.’’

Eu sabia como você era. Estava madura o suficiente para aguentar. Ou não. Não importa mais. Pela segunda vez, você foi embora e deixou um gosto amargo na minha boca. Não do vinho que tomamos naquela noite na beira do lago, mas o gosto amargo da decepção que eu já esperava. Só não lembrava que doía tanto. Acho que foi isso que me fez insistir tanto tempo.

Curta nossa página no Facebook
Siga no Instagram

Vocês combinam, me disseram um dia. Talvez combinássemos mesmo. Tipo a vítima e o ladrão. Ela não tem a pretensão de nada. Ele vai lá e rouba aquilo que nunca foi seu. Hora fui vítima, hora provoquei até quase consegui roubar aquilo que nunca foi meu. Você. Acho que foi isso que me fez insistir tanto tempo.

Talvez eu tenha tanta raiva de você que isso me mova a colocar as iniciais do teu nome no meio dessas palavras todas. Talvez eu ainda te ame e por isso tomo essa atitude. Acho que foi isso que me fez insistir tanto tempo.

Você apertava com as mãos. Não com os braços. Muito menos com abraços. Tinha vontade, mas não tinha ternura o suficiente. Foi bom. Uma vez. Duas ou três. No mínimo cinco. Talvez mais. Eu sempre minto quando o assunto é você. Mas acho que exagerei quando deixei que nos aproximássemos. De novo. Acho que foi isso que me fez desistir de você.

Anúncios

2 comentários sobre “Aquilo que nunca foi nosso

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s